CRM 112.144 - RQE 29.115
Voltar
Cirurgias Reparadoras Pós-Cirurgia Bariátrica

Cirurgias Reparadoras Pós-Cirurgia Bariátrica

Reparadoras pós-bariátrica são a continuidade do tratamento contra a obesidade

 As cirurgias reparadoras são indicadas para pacientes que passaram

por grande perda de peso, seja por meio de cirurgia bariátrica ou por métodos não cirúrgicos

 

A grande perda de peso provoca sobra de pele, flacidez e outros incômodos ligados às consequências da obesidade. Além de limitações de movimentação, homens e mulheres que conseguiram eliminar volumes significativos de gordura ou tecido adiposo, podem sofrer recorrentes irritações e inflamações nas dobras de pele, assim como sentirem dores físicas e emocionais pelo resultado parcial que conquistaram.

As principais causas de obesidade em crianças, jovens e adultos, em ambos gêneros – homens e mulheres – está associada às questões de genética, aos maus hábitos alimentares, ao sedentarismo e a problemas hormonais. Muitos pacientes que sofrem com sobrepeso e obesidade, adquirem comorbidades (doenças associadas ao sobrepeso) como, por exemplo, hipertensão, diabetes, problemas respiratórios, ortopédicos e vasculares, que diminuem a sua qualidade de vida e os fazem sofrer limitações e constrangimentos diários.

Para muitos desses pacientes jovens e adultos, com sobrepeso e obesidade, as dietas e atividades físicas não são suficientes para ajudá-los na perda de peso. Com isso, muitos são avaliados e indicados a passar pelo protocolo e acompanhamento médico para cirurgia bariátrica, que permite de maneira consciente e segura a perda de peso considerável. O resultado costuma ser satisfatório e os pacientes eliminam grande quantidade de peso, precisando, num segundo momento, de cirurgias plásticas reparadoras para a continuidade do tratamento da obesidade.

Para que você possa entender melhor quais são as cirurgias plásticas reparadoras, consideradas como continuidade no tratamento de obesidade, preparamos uma seleção exclusiva de dicas com detalhes sobre vários procedimentos com o objetivo de esclarecer as principais dúvidas a respeito deles.

O QUE SÃO CIRURGIAS REPARADORAS PÓS-BARIÁTRICA

Após a cirurgia bariátrica, o paciente elimina peso gradualmente com redução significativa do seu peso inicial até dois anos de pós-operatório. Quando o paciente atinge o objetivo de perda ponderal indicado pelo cirurgião bariátrico e ganha alta para novos procedimentos, poderá iniciar as consultas e exames para as cirurgias reparadoras, que tratam o excedente de pele e a flacidez.

As cirurgias reparadoras pós-bariátricas são a continuação do tratamento contra a obesidade.

FINALIDADE DAS REPARADORAS PÓS-BARIÁTRICA

A cirurgia plástica reparadora pós-bariátrica é diferente da cirurgia estética, pois entra na categoria de continuidade do tratamento contra a obesidade e proporciona ao paciente melhor condição e qualidade de vida para exercer as suas funções diárias.

É importante que o pós-bariátrico esteja com o peso estabilizado por, pelo menos, 6 meses antes de iniciar as cirurgias plásticas. Após a cirurgia, também deverá manter o peso constante para evitar nova flacidez.

Os objetivos das cirurgias reparadoras pós-bariátricas são tratar a flacidez de diferentes partes do corpo, remover o excedente de pele, reduzir depósitos de gordura localizada e modelar o corpo.

Desde a primeira consulta, o cirurgião plástico avalia as possibilidades e indica ao paciente o que pode ou não ser feito no corpo, além de indicar o melhor momento para se fazer as cirurgias plásticas reparadoras, levando em conta a particularidade de cada paciente, bem como as suas condições de saúde e riscos pré-existentes.

QUEM PODE FAZER CIRURGIAS PLÁSTICAS REPARADORAS PÓS-BARIÁTRICA

Podem fazer cirurgias plásticas reparadoras todos os pacientes que realizaram cirurgia bariátrica e que ficaram com sequelas da obesidade como flacidez em diferentes partes do corpo face, braços, mamas, costas, cintura, abdome e coxas.

As pessoas que perderam peso maciçamente sem a cirurgia bariátrica poderão desenvolver o mesmo grau de flacidez que os pacientes que passaram por essa cirurgia. Assim, estes pacientes também são candidatos às cirurgias plásticas reparadoras.

CONHEÇA O PERFIL DE QUEM PROCURA REPARADORAS PÓS-BARIÁTRICA

Homens e mulheres procuram por cirurgias plásticas reparadoras pós-bariátrica para dar continuidade ao tratamento contra a obesidade e eliminar sequelas do emagrecimento maciço.

São pacientes buscam principalmente um tratamento para a flacidez.

As cirurgias plásticas reparadoras não possuem apenas caráter estético e são voltadas para devolver saúde, bem-estar físico e emocional, assim como a permitir a realização de atividades básicas diárias, antes impedidas pelo sobrepeso e excedente de pele após o emagrecimento.

CONHEÇA AS CIRURGIAS REPARADORAS PÓS-BARIÁTRICAS

 

ABDOMINOPLASTIA OU DERMOLIPECTOMIA – CIRURGIA PLÁSTICA PARA CORRIGIR O ABDOME EM AVENTAL

A abdominoplastia ou dermolipectomia abdominal é indicada para a retirada de excesso de pele na região do abdome, que fica muito flácido após a perda de peso ou após a gestação e adquire a aparência de um “avental”. O cirurgião plástico avalia quais técnicas (âncora ou tradicional) são apropriadas para o sucesso da cirurgia e discute com o paciente sobre as possibilidades reais de resultados a serem atingidos.

Saiba mais

MAMOPLASTIA

A mamoplastia ou cirurgia plástica dos seios é utilizada para reposicionar os seios, levantando-os, para retirar o excesso de pele e para remodelar a glândula mamária, deixando-os com aspecto mais empinado. Pode ser realizada com a colocação ou não de próteses de silicone para aumentar ou melhorar a forma das mamas. O cirurgião plástico e a paciente discutem qual o formato e o volume de mama desejados, levando em conta a realidade e a expectativa para a cirurgia.

Saiba mais 

MASTOPEXIA

A mastopexia ou lifting dos seios é a cirurgia plástica para levantar as mamas sem reduzir o seu volume. É indicada para mamas caídas (ptose mamária), flácidas e vazias. É um procedimento que reestrutura toda a mama, tornando-a arredondada, elevada e esteticamente bela. Quando o desejo da paciente for aumentar o volume do seio além de levantá-lo, a mastopexia pode ser combinada com a colocação de prótese mamária ou com a lipoenxertia (enxerto de gordura).

Saiba mais

OUTRAS CIRURGIAS DO CONTORNO CORPORAL

As cirurgias do contorno corporal podem ser uma opção complementar para tratar sequelas de obesidade. Estes procedimentos tratam a flacidez de vários locais do corpo, como a cintura, o dorso (costas) e as axilas. Simultaneamente, a lipoaspiração pode ser associada para reduzir depósitos de gordura localizada e melhorar ainda mais as formas do corpo.

TRATAMENTO DE FLACIDEZ PARA BRAÇOS E COXAS

O tratamento para a flacidez de braços e coxas, também conhecido como dermolipectomia e Lifting de braços e coxas remove o excesso de pele que dificulta a movimentação do paciente, limitando-o em suas atividades, além de prejudicar a estética. Os pacientes com grande perda de peso apresentam flacidez considerável nestas regiões e precisam das correções cirúrgica para garantirem a continuidade do tratamento contra a obesidade, assim como o ganho de autoestima e qualidade de vida. O cirurgião plástico avalia as condições gerais do paciente e discute com ele as reais possibilidades, bem como informa como serão os procedimentos e o processo de recuperação.

Saiba mais 

LIFTING FACIAL OU RITIDOPLASTIA

Após a perda maciça de peso, o paciente pode adquirir grande flacidez na face e no pescoço, o que causa uma aparência envelhecida.

Também conhecida como cirurgia plástica facial ou ritidoplastia, o lifting facial rejuvenesce a face e o pescoço. A ritidoplastia levanta uma sobrancelha caída, trata a flacidez da bochecha, suaviza o sulco nasogeniano (“bigode chinês) e as linhas de “marionete”, devolve o contorno da mandíbula, retira o excesso de gordura do mento (“papada”), entre outras alterações esteticamente positivas.

Para potencializar o efeito da ritidoplastia, podem ser associados Blefaroplastia e enxertia de Nanofat.

Com este procedimento o paciente recupera a autoestima, além de autoconfiança. O cirurgião plástico indicará os melhores procedimentos, da mesma maneira em que decidirá, em conjunto com o paciente, quando será o melhor momento para realizá-los.

Saiba mais 

PRÉ-OPERATÓRIO

Além da avaliação presencial, o cirurgião plástico solicitará alguns exames laboratoriais para certificar-se das condições gerais de saúde da paciente, indicará a suspensão de fumo (cigarros e derivados) e poderá pedir a realização de exames específicos como cardiológicos, entre outros. No caso das medicações de uso contínuo, poderá ajustá-las e, ainda, recomendar a suspensão de aspirinas, anti-inflamatórios e medicamentos naturais que aumentam a chance de sangramento.

PÓS-OPERATÓRIO

O pós-operatório será diferente para cada paciente, levando em conta a resistência e a regeneração de cada um. Inclusive, dependerá do procedimento que será realizado, podendo ou não usar dreno, meias anti-trombo, sutiã cirúrgico e cintas compressivas. Em geral, a paciente sentirá desconforto leve, inchaço e precisará de repouso por alguns dias. O cirurgião plástico indicará a conduta mais adequada para atingir os melhores resultados. A rotina normal poderá ser retomada gradualmente de acordo com as indicações do cirurgião plástico. Durante os primeiros dias, é normal o aparecimento de equimoses (manchas arroxeadas) nos locais operados.

CONTRA-INDICAÇÕES PARA CIRURGIAS PLÁSTICAS REPARADORAS PÓS-BARIÁTRICA

É importante dizer que toda cirurgia pode ter contra-indicações, levando-se em conta fatores sobre a saúde, rotina e expectativa das pacientes.

Nas cirurgias reparadoras pós-bariátrica, o médico vai avaliar o histórico de saúde da paciente e o período pelo qual o peso da paciente se encontra estável.

A cirurgia plástica reparadora pós-bariátrica será contra-indicada em pacientes com doenças graves não controladas. Além disso, deverá ser evitada em pacientes cujo peso corporal não atingiu a estabilidade, caso contrário, o paciente voltará a apresentar flacidez após a cirurgia.

POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES DAS CIRURGIAS PLÁSTICAS REPARADORAS PÓS-BARIÁTRICA

Toda cirurgia pode apresentar complicações após a sua realização e não é diferente para as cirurgias plásticas reparadoras pós-bariátrica. Para evitá-las, é muito importante seguir as recomendações (à risca) do cirurgião plástico e garantir resultados satisfatórios.

Entre algumas complicações raras, podem surgir hematomas ou seromas, que são caracterizados pelo acúmulo de sangue ou fluidos sob a pele, que precisarão ser removidos. Raramente, também podem ocorrer alterações de sensibilidade, cicatrização inestética, infecção, sangramento, resultados insatisfatórios que podem ser reparados posteriormente.

BENEFÍCIOS

A primeira conquista do paciente foi a perda de peso significativa, que lhe devolveu saúde e melhor qualidade de vida. Após este processo, é necessário realizar as cirurgias plásticas reparadoras para dar continuidade ao tratamento contra a obesidade e garantir a plenitude de atividades e ações no dia a dia.

Ao realizar as cirurgias plásticas reparadoras pós-bariátrica, os pacientes – homens e mulheres – são favorecidos em sua saúde física e emocional, assim como no aspecto estético. As cirurgias permitem uma melhor qualidade de vida, elevam a auto-estima e sexualidade do homem e da mulher, deixando-os com simetria corporal natural e livrando-os dos incômodos e constrangimentos do excedente de pele, flacidez e baixa autoestima.

O resultado poderá se manter por longo período, desde que os devidos cuidados sejam tomados. Uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas irão potencializar os ganhos da cirurgia reparadora pós-bariátrica.

Agora que você sabe tudo sobre as cirurgias plásticas reparadoras pós-bariátrica, pode agendar uma consulta e esclarecer outras dúvidas, incluindo a combinação de procedimentos para conquistar saúde, bem estar físico e mental, além de ressaltar ainda mais a sua beleza e contornos corporais. 

ATENDIMENTOS

A Clínica Walter Matsumoto possui unidades na Zona Norte e Sul de São Paulo para atender presencialmente e por teleconsultas todas as regiões e municípios da grande São Paulo. Oferece total infraestrutura para atendimento e acompanhamento de pré e pós-operatório, curativos e pequenas cirurgias. Também, conta com estacionamento e horários de agenda espaçados para garantir segurança e distanciamento de contato entre os pacientes durante a quarentena / pandemia do Covid-19.

CONSULTÓRIOS

Unidade Zona Norte em São Paulo
Rua Conselheiro Saraiva, 207, cj. 606 – Santana, CEP: 02037-020 – Zona Norte, SP.
Contatos: 11-2959-3336 / 11-97496-2085 (WhatsApp comercial).
Com acesso controlado, possui estacionamento pertencente ao prédio comercial.

Unidade Zona Sul em São Paulo
Rua Pequetita, 111, cj. 514 – Vila Olímpia, CEP: 04552-060 – Zona Sul, SP.
Contatos: 11-3791-7701 / 11-3791-7702 / 11-95395-333 (WhatsApp comercial).
Com acesso controlado, possui estacionamento pertencente ao prédio comercial.

 

Texto: Jornalista Carina Gonçalves – MTB: 48326

Ainda tem dúvidas sobre procedimentos ou quer agendar uma Consulta?

Entre em contato conosco por WhatsApp para solicitar um agendamento

Atendimento via Whatsapp

Contato e Localização

Rua Conselheiro Saraiva, 207, Conj. 606
Santana São Paulo SP 02037-020
Google Maps
Waze
Rua Pequetita, 111, Conj 514
Vila Olímpia São Paulo SP 04552-060
Google Maps
Waze